IG Colunistas - Leis & Negócios - Por Marina Diana

20 May 2019 17:43
Tags

Back to list of posts

<h1>REDU&Ccedil;&Atilde;O DE TRIBUTOS Pode ELEVAR EXPORTA&Ccedil;&Otilde;ES EM 20%</h1>

<p>Quarenta e dois bilh&otilde;es a mais, considerando os detalhes de 2014, com aumento de vendas sobretudo dos setores industriais. Uma simula&ccedil;&atilde;o utilizando o paradigma de equil&iacute;brio geral multirregi&otilde;es da OCDE sugere que as pol&iacute;ticas atuais em vigor no Brasil est&atilde;o prejudicando as exporta&ccedil;&otilde;es, a cria&ccedil;&atilde;o e os investimentos. A entidade sediada em Paris nota que o Brasil tem uma das economias mais fechadas entre os grandes pa&iacute;ses emergentes e constru&iacute;dos. Tamb&eacute;m &eacute; baixa a participa&ccedil;&atilde;o do estado nas cadeias globais de valor (CGV), uma caracter&iacute;stica importante do com&eacute;rcio e dos neg&oacute;cios internacionais nas &uacute;ltimas duas d&eacute;cadas. A fatia de valor adicionado estrangeiro nas exporta&ccedil;&otilde;es &eacute; a segunda menor no grupo dos maiores emergentes.</p>

<p>O Brasil aplica tarifas de importa&ccedil;&atilde;o de 10% a 20% pela m&eacute;dia na maioria dos setores. O levantamento conclui que o corte significativo des al&iacute;quotas de importa&ccedil;&atilde;o e a redu&ccedil;&atilde;o de algumas regras de tema ambiente permitiriam acrescentar as exporta&ccedil;&otilde;es de todos os setores, com exce&ccedil;&atilde;o dos de petr&oacute;leo e g&aacute;s. As exporta&ccedil;&otilde;es poderiam desenvolver-se de 40% a 60% em instrumentos eletr&ocirc;nicos e de transportes, posts de couro, autom&oacute;veis, m&aacute;quinas e equipamentos e metais n&atilde;o ferrosos.</p>

<p>A derrubada de barreiras ao com&eacute;rcio permitiria uma integra&ccedil;&atilde;o maior da economia brasileira nas cadeias globais de valor. Conforme o estudo, os maiores ganhos nas exporta&ccedil;&otilde;es s&atilde;o capazes de vir da elimina&ccedil;&atilde;o de tarifas na importa&ccedil;&atilde;o de insumos intermedi&aacute;rios e da desonera&ccedil;&atilde;o dos impostos indiretos, como ICMS, IPI, Cofins e PIS/Pasep. O embate relativo dessas pol&iacute;ticas sobre isso com&eacute;rcio, gera&ccedil;&atilde;o e emprego varia conforme o setor. Pra OCDE, a redu&ccedil;&atilde;o das barreiras ao com&eacute;rcio resultaria em privil&eacute;gios evidentes pra efici&ecirc;ncia da economia: permitiria &agrave;s empresas usar porcentagem mais elevada de insumos estrangeiros na produ&ccedil;&atilde;o de bens de consumo.</p>

<p>Esses seriam, por sua vez, vendidos a um valor mais mi&uacute;do, melhorando a competitividade das exporta&ccedil;&otilde;es brasileiras. Uol. Doze De Fevereiro De 2018 o gasto de capital seria reduzido, incentivando investimento e superior expans&atilde;o futura da cria&ccedil;&atilde;o. Pelo levantamento, a liberaliza&ccedil;&atilde;o dos fluxos comerciais poderia fazer 1,quarenta e sete milh&atilde;o de empregos, boa parcela pra profiss&otilde;es menos qualificadas, todavia os efeitos sobre a busca setorial de trabalho dependem de pol&iacute;ticas espec&iacute;ficas.</p>

<ul>
<li>Muita fofura</li>
<li>31 - Incremente a decora&ccedil;&atilde;o com m&oacute;veis e acess&oacute;rios transparentes</li>
<li>Para come&ccedil;ar a trabalhar neste setor &eacute; necess&aacute;rio investir R$ Vai Obter Equipamento De Constru&ccedil;&atilde;o? reais</li>
<li>62 Projectos da Semana 62.Um Projeto Pa&iacute;s da Semana (7)</li>
<li>3- Nem ao menos todo Aqu&aacute;rio &eacute; caro</li>
<li>Chegamos na lua antes do que voc&ecirc; imagina</li>
<li>Decora&ccedil;&atilde;o para sala claro com lumin&aacute;ria japonesa</li>
</ul>

[[image http://www.decoracao.com/wp-content/uploads/2013/07/14.png&quot;/&gt;

<p>Com mais importa&ccedil;&otilde;es, o setor t&ecirc;xtil perderia 10% dos empregos, seguido de contra&ccedil;&atilde;o de 6,6% no emprego no ramo de g&aacute;s. Em compensa&ccedil;&atilde;o, a demanda por m&atilde;o de obra poderia amadurecer 20% em organiza&ccedil;&otilde;es de metais n&atilde;o ferrosos, equipamento de transporte e setor de couro. Pra OCDE, quanto maior a liberaliza&ccedil;&atilde;o, maiores os privil&eacute;gios no m&eacute;dio prazo. Estimativas conservadoras indicam que o corte simult&acirc;neo de tarifas de importa&ccedil;&atilde;o, de regras de tema local e a desonera&ccedil;&atilde;o das exporta&ccedil;&otilde;es aumentaria a renda das fam&iacute;lias em 1,6%, durante o tempo que s&oacute; a baixa tarif&aacute;ria teria metade deste efeito.</p>

<p> +Cem Modelos De Cozinha Americana Planejada Pequena Ara&uacute;jo, uma das autoras do estudo, observa que o Brasil, contrariando a pr&aacute;tica em diversos pa&iacute;ses, n&atilde;o desonera os impostos indiretos na exporta&ccedil;&atilde;o. “Sua aplica&ccedil;&atilde;o coloca os exportadores brasileiros numa desvantagem competitiva em conex&atilde;o a concorrentes nos mercados internacionais, constituindo ent&atilde;o uma barreira efetivamente &agrave; exporta&ccedil;&atilde;o”, diz. Como as mat&eacute;rias-primas e produtos agr&iacute;colas n&atilde;o pagam ICMS, ou a al&iacute;quota aplicada a esses produtos &eacute; muito baixa, o setor industrial tende a acumular mais impostos indiretos do que produtos com pouca ou nenhuma transforma&ccedil;&atilde;o.</p>

<p>De acordo com o estudo da OCDE, essa ocorr&ecirc;ncia raz&atilde;o distor&ccedil;&otilde;es nos pre&ccedil;os relativos, que, por sua vez, originam primordiais distor&ccedil;&otilde;es pela aloca&ccedil;&atilde;o de recursos, que se reorientam em dire&ccedil;&atilde;o &agrave; an&aacute;lise de mat&eacute;rias-primas e do agroneg&oacute;cio. Essa ocorr&ecirc;ncia tamb&eacute;m incentiva a integra&ccedil;&atilde;o vertical das etapas de produ&ccedil;&atilde;o em uma &uacute;nica empresa, muito porventura originando inefici&ecirc;ncia, e em sentido oposto &agrave; tend&ecirc;ncia atual da cria&ccedil;&atilde;o em cadeias globais de valor, conclui o estudo.</p>

<p>O Pal&aacute;cio Magnani &eacute; testemunha do novo esplendor alcan&ccedil;ado pela fam&iacute;lia. Com a alternativa do conte&uacute;do, Lorenzo Magnani prestou homenagem &agrave; cidade sede do poder pontif&iacute;cio, ao qual devia a nomea&ccedil;&atilde;o pro senado de Bolonha, e bem como atestou a tua fidelidade a Roma. Em bases estil&iacute;sticas, considera-se que o come&ccedil;o do passo aconteceu necessariamente depois de 1588-89. Nos afrescos do Palazzo Magnani, realmente, existe uma forte influ&ecirc;ncia veneziana na pintura dos Carracci.</p>

<p>O ponto de viragem pro exemplo veneziano, em t&iacute;pico de Annibale, eventualmente a alma desse servi&ccedil;o colectivo, remonta a estes anos. Por outro lado, foi documentada a presen&ccedil;a de Agostino Carracci em Veneza no m&iacute;nimo at&eacute; 1589, onde ele esteve activo como gravador: &eacute; improv&aacute;vel que naquele ano ele pudesse estar presente na obra do Pal&aacute;cio Magnani. Scene cortesi (c. 1550), Niccol&ograve; dell'Abbate, um dos afrescos do Palazzo Poggi, em Bolonha Os afrescos do Palazzo Magnani s&atilde;o a frase m&aacute;xima atingida pela reforma anti-maneir&iacute;stica da pintura liderada pelos Carracci e, principalmente, por Annibale.</p>

<p>Nas hist&oacute;rias de R&oacute;mulo e Remo encontra-se, comparando com tantas outras, mesmo preciosas, decora&ccedil;&otilde;es civis bolonhesas ainda novas, um claro desvio naturalista afastado dos artif&iacute;cios do maneirismo. As 10 Melhores Empresas De Reformas De Casas Em Bel&eacute;m (Par&aacute;) do friso Magnani s&atilde;o s&oacute;lidas e com poses cred&iacute;veis (&quot;figuras em seus movimentos muito naturais&quot; sublinha Giovanni Pietro Bellori), tal como os cap&iacute;tulos representados ocorrem em ambientes veros&iacute;meis.</p>

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License